sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Manual de Como Falar Bem

Prosopopéia flácida para acalentar bovinos
(Conversa mole pra boi dormir)

Colóquio sonolento para gado bovino repousar
(história pra boi dormir)

Romper a face
(Quebrar a cara)

Creditar o primata
(Pagar o mico)

Inflar o volume da bolsa escrotal
(Encher o saco)

Impulsionar a extremidade do membro inferior contra a região glútea de alguém
(Dar um pé na bunda)

Derrubar, com a extremidade do membro inferior, o suporte sustentáculo de uma das unidades de acampamento
(Chutar o pau da barraca)

Deglutir o batráquio
(Engolir o sapo)

Colocar o prolongamento caudal em meio aos membros inferiores
(Meter o rabo entre as pernas)

Derrubar com intenções mortais
(Cair matando)

Aplicar a contravenção do Sr. João, deficiente físico de um dos membros superiores
(Dar uma de João sem braço)

Sequer considerar a utilização de um longo pedaço de madeira
(Nem a pau)

Sequer considerar a possibilidade da fêmea bovina expirar fortes contrações laringo-bucais
(Nem que a vaca tussa)

Sequer considerar a utilização de instrumentos metálicos derivados do ferro
(Nem ferrando)

Derramar água pelo chão através do tombamento violento e premeditado de seu recipiente
(Chutar o balde)

Retirar o filhote de eqüino da perturbação pluviométrica
(Tirar o cavalinho da chuva)

Manual de Como Falar Bem

Prosopopéia flácida para acalentar bovinos
(Conversa mole pra boi dormir)

Colóquio sonolento para gado bovino repousar
(história pra boi dormir)

Romper a face
(Quebrar a cara)

Creditar o primata
(Pagar o mico)

Inflar o volume da bolsa escrotal
(Encher o saco)

Impulsionar a extremidade do membro inferior contra a região glútea de alguém
(Dar um pé na bunda)

Derrubar, com a extremidade do membro inferior, o suporte sustentáculo de uma das unidades de acampamento
(Chutar o pau da barraca)

Deglutir o batráquio
(Engolir o sapo)

Colocar o prolongamento caudal em meio aos membros inferiores
(Meter o rabo entre as pernas)

Derrubar com intenções mortais
(Cair matando)

Aplicar a contravenção do Sr. João, deficiente físico de um dos membros superiores
(Dar uma de João sem braço)

Sequer considerar a utilização de um longo pedaço de madeira
(Nem a pau)

Sequer considerar a possibilidade da fêmea bovina expirar fortes contrações laringo-bucais
(Nem que a vaca tussa)

Sequer considerar a utilização de instrumentos metálicos derivados do ferro
(Nem ferrando)

Derramar água pelo chão através do tombamento violento e premeditado de seu recipiente
(Chutar o balde)

Retirar o filhote de eqüino da perturbação pluviométrica
(Tirar o cavalinho da chuva)

Manual de Como Falar Bem

Prosopopéia flácida para acalentar bovinos
(Conversa mole pra boi dormir)

Colóquio sonolento para gado bovino repousar
(história pra boi dormir)

Romper a face
(Quebrar a cara)

Creditar o primata
(Pagar o mico)

Inflar o volume da bolsa escrotal
(Encher o saco)

Impulsionar a extremidade do membro inferior contra a região glútea de alguém
(Dar um pé na bunda)

Derrubar, com a extremidade do membro inferior, o suporte sustentáculo de uma das unidades de acampamento
(Chutar o pau da barraca)

Deglutir o batráquio
(Engolir o sapo)

Colocar o prolongamento caudal em meio aos membros inferiores
(Meter o rabo entre as pernas)

Derrubar com intenções mortais
(Cair matando)

Aplicar a contravenção do Sr. João, deficiente físico de um dos membros superiores
(Dar uma de João sem braço)

Sequer considerar a utilização de um longo pedaço de madeira
(Nem a pau)

Sequer considerar a possibilidade da fêmea bovina expirar fortes contrações laringo-bucais
(Nem que a vaca tussa)

Sequer considerar a utilização de instrumentos metálicos derivados do ferro
(Nem ferrando)

Derramar água pelo chão através do tombamento violento e premeditado de seu recipiente
Chutar o balde)

Retirar o filhote de eqüino da perturbação pluviométrica
(Tirar o cavalinho da chuva)

Manual de Como Falar Bem

Prosopopéia flácida para acalentar bovinos
(Conversa mole pra boi dormir)

Colóquio sonolento para gado bovino repousar
(história pra boi dormir)

Romper a face
(Quebrar a cara)

Creditar o primata
(Pagar o mico)

Inflar o volume da bolsa escrotal
(Encher o saco)

Impulsionar a extremidade do membro inferior contra a região glútea de alguém
(Dar um pé na bunda)

Derrubar, com a extremidade do membro inferior, o suporte sustentáculo de uma das unidades de acampamento
(Chutar o pau da barraca)

Deglutir o batráquio
(Engolir o sapo)

Colocar o prolongamento caudal em meio aos membros inferiores
(Meter o rabo entre as pernas)

Derrubar com intenções mortais
(Cair matando)

Aplicar a contravenção do Sr. João, deficiente físico de um dos membros superiores
(Dar uma de João sem braço)

Sequer considerar a utilização de um longo pedaço de madeira
(Nem a pau)

Sequer considerar a possibilidade da fêmea bovina expirar fortes contrações laringo-bucais
(Nem que a vaca tussa)

Sequer considerar a utilização de instrumentos metálicos derivados do ferro
(Nem ferrando)

Derramar água pelo chão através do tombamento violento e premeditado de seu recipiente
Chutar o balde)

Retirar o filhote de eqüino da perturbação pluviométrica
(Tirar o cavalinho da chuva)

FOTOS CURIOSAS



































































FOTOS CURIOSAS



































































FOTOS CURIOSAS



































































A REDAÇÃO

Ana, professora do ensino fundamental, pediu aos alunos que fizessem uma redação sobre o que gostariam que DEUS fizesse por eles. Ao fim da tarde, quando corrigia as redações, leu uma que a deixou muito emocionada.

O marido, que, nesse momento acabava de entrar, viu-a a chorar e perguntou-lhe:

- O que é que aconteceu?

Ela respondeu:

- Leia isto.

Era a redação de um aluno.

"Senhor, esta noite peço algo especial: transformar-me na televisão. Quero ocupar o lugar dela. Viver como a TV da minha casa. Ter um lugar especial para mim, e reunir a minha família comigo... Ser levado a sério quando falo... Quero ter as atenções e ser escutado sem interrupções nem perguntas. Quero receber o mesmo cuidado especial que a TV recebe quando não funciona. Ter a companhia do meu pai quando ele chega em casa, mesmo quando esta cansado. E que minha mãe me procure quando estiver sozinha, cansada ou aborrecida. E ainda que os meus irmãos discutam para ver quem fica comigo. Quero sentir que a minha família deixa tudo de lado, de vez em quando, para passar alguns momentos comigo. E, por fim, faz com que eu possa divertir a todos. Senhor, não te peço muito... só quero viver o que vive qualquer televisão."

Depois de ler, o marido de Ana disse:


- Meu deus, coitado desse menino! Que pais ele tem!

E ela o olhou e respondeu:

- Esta redação é do nosso filho.

A REDAÇÃO

Ana, professora do ensino fundamental, pediu aos alunos que fizessem uma redação sobre o que gostariam que DEUS fizesse por eles. Ao fim da tarde, quando corrigia as redações, leu uma que a deixou muito emocionada.

O marido, que, nesse momento acabava de entrar, viu-a a chorar e perguntou-lhe:

- O que é que aconteceu?

Ela respondeu:

- Leia isto.

Era a redação de um aluno.

"Senhor, esta noite peço algo especial: transformar-me na televisão. Quero ocupar o lugar dela. Viver como a TV da minha casa. Ter um lugar especial para mim, e reunir a minha família comigo... Ser levado a sério quando falo... Quero ter as atenções e ser escutado sem interrupções nem perguntas. Quero receber o mesmo cuidado especial que a TV recebe quando não funciona. Ter a companhia do meu pai quando ele chega em casa, mesmo quando esta cansado. E que minha mãe me procure quando estiver sozinha, cansada ou aborrecida. E ainda que os meus irmãos discutam para ver quem fica comigo. Quero sentir que a minha família deixa tudo de lado, de vez em quando, para passar alguns momentos comigo. E, por fim, faz com que eu possa divertir a todos. Senhor, não te peço muito... só quero viver o que vive qualquer televisão."

Depois de ler, o marido de Ana disse:


- Meu deus, coitado desse menino! Que pais ele tem!

E ela o olhou e respondeu:

- Esta redação é do nosso filho.

DESABAFO PARA O PAPAI NOEL

DESABAFO PARA O PAPAI NOEL

Crianças

Havia na revista "Pais e Filhos", um espaço do famoso Pedro Bloch, com coisas engraçadas que as crianças diziam:

1. Uma menina estava conversando com a sua professora.
A professora disse que era fisicamente impossível que uma baleia engula um ser humano porque, apesar de ser um mamífero muito grande, a sua garganta é muito pequena.
A menina afirmou que Jonas foi engolido por uma baleia.
Irritada, a professora repetiu que uma baleia não poderia engolir nenhum ser humano; era fisicamente impossível.
A menina, então, disse:
-"Quando eu morrer e for ao céu, vou perguntar para o Jonas".
A professora lhe perguntou:
-"E o que vai acontecer se Jonas tiver ido ao inferno?"
A menina respondeu:
-"Então é a senhora que vai perguntar."

2. Uma professora de creche observava as crianças de sua turma desenhando. Ocasionalmente passeava pela sala para ver os trabalhos de cada criança.
Quando chegou perto de uma menina que trabalhava intensamente, perguntou o que desenhava. A menina respondeu:
- "Estou desenhando Deus."
A professora parou e disse:
-"Mas ninguém sabe como é Deus."
Sem piscar e sem levantar os olhos de seu desenho, a menina Respondeu:
-"Saberão dentro de um minuto".

3. Uma menina de sete anos admitiu calmamente a seus pais que Luís Miguel havia lhe dado um beijo depois da aula.
-"E como aconteceu isso?"
Perguntou a mãe assustada.
-"Não foi fácil", admitiu a pequena senhorita, "mas três meninas me ajudaram a segurá-lo".

4. Um dia, uma menina estava sentada observando sua mãe lavar os pratos na cozinha.
De repente, percebeu que sua mãe tinha vários cabelos brancos que sobressaíam entre a sua cabeleira escura.
Olhou para sua mãe e lhe perguntou:
-"Porque você tem tantos cabelos brancos, mamãe?"
A mãe respondeu:
-"Bom, cada vez que você faz algo de ruim e me faz chorar ou me faz triste, um de meus cabelos fica branco."
A menina digeriu esta revelação por alguns instantes e logo disse:
-"MÃE!!!!????? Porque TODOS os cabelos de minha avó estão brancos?"

5. Um menino de três anos foi com seu pai ver uma ninhada de gatinhos que haviam acabado de nascer.
De volta a casa, contou com excitação para sua mãe que havia gatinhos e gatinhas .
-"Como você soube disso?" perguntou a mãe.
-"Papai os levantou e olhou por baixo", respondeu o menino.
-"Acho que ali estava a etiqueta".

6. Todas as crianças haviam saído na fotografia e a professora estava tentando persuadi-los a comprar uma cópia da foto do grupo.
-"Imaginem que bonito será quando vocês forem grandes e todos digam: ali está Catarina, é advogada, ou também "Este é o Miguel. Agora é médico".
Ouviu-se uma vozinha vinda do fundo da sala:
-"E ali está a professora. Já morreu!!!"

Crianças

Havia na revista "Pais e Filhos", um espaço do famoso Pedro Bloch, com coisas engraçadas que as crianças diziam:

1. Uma menina estava conversando com a sua professora.
A professora disse que era fisicamente impossível que uma baleia engula um ser humano porque, apesar de ser um mamífero muito grande, a sua garganta é muito pequena.
A menina afirmou que Jonas foi engolido por uma baleia.
Irritada, a professora repetiu que uma baleia não poderia engolir nenhum ser humano; era fisicamente impossível.
A menina, então, disse:
-"Quando eu morrer e for ao céu, vou perguntar para o Jonas".
A professora lhe perguntou:
-"E o que vai acontecer se Jonas tiver ido ao inferno?"
A menina respondeu:
-"Então é a senhora que vai perguntar."

2. Uma professora de creche observava as crianças de sua turma desenhando. Ocasionalmente passeava pela sala para ver os trabalhos de cada criança.
Quando chegou perto de uma menina que trabalhava intensamente, perguntou o que desenhava. A menina respondeu:
- "Estou desenhando Deus."
A professora parou e disse:
-"Mas ninguém sabe como é Deus."
Sem piscar e sem levantar os olhos de seu desenho, a menina Respondeu:
-"Saberão dentro de um minuto".

3. Uma menina de sete anos admitiu calmamente a seus pais que Luís Miguel havia lhe dado um beijo depois da aula.
-"E como aconteceu isso?"
Perguntou a mãe assustada.
-"Não foi fácil", admitiu a pequena senhorita, "mas três meninas me ajudaram a segurá-lo".

4. Um dia, uma menina estava sentada observando sua mãe lavar os pratos na cozinha.
De repente, percebeu que sua mãe tinha vários cabelos brancos que sobressaíam entre a sua cabeleira escura.
Olhou para sua mãe e lhe perguntou:
-"Porque você tem tantos cabelos brancos, mamãe?"
A mãe respondeu:
-"Bom, cada vez que você faz algo de ruim e me faz chorar ou me faz triste, um de meus cabelos fica branco."
A menina digeriu esta revelação por alguns instantes e logo disse:
-"MÃE!!!!????? Porque TODOS os cabelos de minha avó estão brancos?"

5. Um menino de três anos foi com seu pai ver uma ninhada de gatinhos que haviam acabado de nascer.
De volta a casa, contou com excitação para sua mãe que havia gatinhos e gatinhas .
-"Como você soube disso?" perguntou a mãe.
-"Papai os levantou e olhou por baixo", respondeu o menino.
-"Acho que ali estava a etiqueta".

6. Todas as crianças haviam saído na fotografia e a professora estava tentando persuadi-los a comprar uma cópia da foto do grupo.
-"Imaginem que bonito será quando vocês forem grandes e todos digam: ali está Catarina, é advogada, ou também "Este é o Miguel. Agora é médico".
Ouviu-se uma vozinha vinda do fundo da sala:
-"E ali está a professora. Já morreu!!!"

sexta-feira, 16 de novembro de 2007

MEDO III

MEDO III

MAIS MEDO

MAIS MEDO

Rapidinhas

Um advogado e sua sogra estão em um edifício em chamas. Você só tem tempo pra salvar um dos dois. O que você faz? Vai almoçar ou vai ao cinema?

A mulher comenta com o marido:
- Querido, o relógio caiu da parede e quase acertou a cabeça da mamãe.
- Maldito relógio! Sempre atrasado.


- Onde você estava? ... pergunta a mãe à menininha.
- No quarto, brincando de médico com o Joãozinho.
- De médico!?! ... a mãe dá um grito e um salto da cadeira.
- Médico do SUS, mãe... ele nem olhou na minha cara!

A titia pergunta pro Joãozinho:
- O que vai fazer quando for grande como a titia?
O Joãozinho responde:
- Um regime!


Conversa de casados:
- Querido, o que você prefere? Uma mulher bonita ou inteligente?
- Nem uma, nem outra. Você sabe que eu só gosto de você.

Rapidinhas

Um advogado e sua sogra estão em um edifício em chamas. Você só tem tempo pra salvar um dos dois. O que você faz? Vai almoçar ou vai ao cinema?

A mulher comenta com o marido:
- Querido, o relógio caiu da parede e quase acertou a cabeça da mamãe.
- Maldito relógio! Sempre atrasado.


- Onde você estava? ... pergunta a mãe à menininha.
- No quarto, brincando de médico com o Joãozinho.
- De médico!?! ... a mãe dá um grito e um salto da cadeira.
- Médico do SUS, mãe... ele nem olhou na minha cara!

A titia pergunta pro Joãozinho:
- O que vai fazer quando for grande como a titia?
O Joãozinho responde:
- Um regime!


Conversa de casados:
- Querido, o que você prefere? Uma mulher bonita ou inteligente?
- Nem uma, nem outra. Você sabe que eu só gosto de você.

MEDO

MEDO

COISAS DE CASAL

O cara pergunta para a mulher:
- Querida, quando eu morrer, você vai chorar muito?
- Claro querido. Você sabe que eu choro por qualquer besteira...

Marido pergunta pra mulher:
- Vamos tentar uma posição diferente essa noite?
A mulher responde:
- Boa idéia, você fica aqui em pé na pia lavando a louça e eu sento no sofá!!!!!


A mulher compra um kit da Tiazinha para surpreender o maridão que há tempos não se animava.
- E aí, querido? Com quem eu fiquei parecida?
- Do pescoço pra cima com o Zorro, do pescoço pra baixo, com o Sargento Garcia.

Marido e mulher estão tomando cerveja num barzinho. Ele vira pra ela e diz:
- Você está vendo aquela mulher lá no balcão, tomando whisky sozinha?
Pois eu me separei dela faz sete anos! Depois disso ela nunca mais parou de beber. A mulher responde:
- Não diga bobagens. Ninguém consegue comemorar durante tanto tempo assim!

COISAS DE CASAL

O cara pergunta para a mulher:
- Querida, quando eu morrer, você vai chorar muito?
- Claro querido. Você sabe que eu choro por qualquer besteira...

Marido pergunta pra mulher:
- Vamos tentar uma posição diferente essa noite?
A mulher responde:
- Boa idéia, você fica aqui em pé na pia lavando a louça e eu sento no sofá!!!!!


A mulher compra um kit da Tiazinha para surpreender o maridão que há tempos não se animava.
- E aí, querido? Com quem eu fiquei parecida?
- Do pescoço pra cima com o Zorro, do pescoço pra baixo, com o Sargento Garcia.

Marido e mulher estão tomando cerveja num barzinho. Ele vira pra ela e diz:
- Você está vendo aquela mulher lá no balcão, tomando whisky sozinha?
Pois eu me separei dela faz sete anos! Depois disso ela nunca mais parou de beber. A mulher responde:
- Não diga bobagens. Ninguém consegue comemorar durante tanto tempo assim!

MAIOR PISCINA DO MUNDO























"Filosofias de Botequim" foi conhecer a maior piscina do mundo que tem 1 km de extensão, e trouxe as fotos para você.

A maior piscina ao ar livre do mundo fica no resort San Alfonso Del Mar, no Chile. Com 1 km de extensão e 80 mil m² a piscina tem capacidade para 250 mil m³ de água o equivalente a 6 mil piscinas normais de quintal.

A maior piscina do mundo custou cerca de US$ 1,5 bilhão para ser construída e sua manutenção despende outros US$ 4 milhões por ano.

MAIOR PISCINA DO MUNDO























"Filosofias de Botequim" foi conhecer a maior piscina do mundo que tem 1 km de extensão, e trouxe as fotos para você.

A maior piscina ao ar livre do mundo fica no resort San Alfonso Del Mar, no Chile. Com 1 km de extensão e 80 mil m² a piscina tem capacidade para 250 mil m³ de água o equivalente a 6 mil piscinas normais de quintal.

A maior piscina do mundo custou cerca de US$ 1,5 bilhão para ser construída e sua manutenção despende outros US$ 4 milhões por ano.

MEIA IDADE

Você sabe que está chegando à meia-idade quando tudo dói e o que não dói não funciona.

A gente chega à meia-idade quando fazer amor nos transforma num animal selvagem: uma preguiça.

Meia-idade é quando sua idade começa a aparecer na cintura!

Na meia-idade você ainda sente vontade mas não lembra exatamente do quê.

Meia-idade é quando você sente vontade de se exercitar e deita pra esperar passar.

Meia-idade é quando seu médico lhe recomenda exercício ao ar-livre e você pega o carro e sai guiando com a janela aberta.

Na meia-idade, jantares a luz de velas não são mais românticos porque não se consegue ler o cardápio.

Meia-idade é quando um cara começa a apagar as luzes por economia e não para criar um clima com você.

Meia-idade é quando em vez de pentear os cabelos você começa a "arrumar" os que sobram.

Infância: época da vida em que fazemos caretas para o espelho.

Meia-idade: a época da vida em que o espelho se vinga.

Há três períodos na vida: infância, juventude e "você está com uma aparência esplêndida".

Está na meia-idade? Ânimo! O pior ainda está por vir!

Você sabe que está na meia-idade quando tudo aquilo que a Mãe Natureza te deu o Pai Tempo começa levar embora.

Meia-idade é quando paramos de criticar a geração mais velha e começamos a criticar a mais nova.

Meia-idade é quando sabemos todas as respostas e ninguém nos pergunta nada.

Meia-idade é quando se alguém dá em cima de você no cinema é porque está atrás da pipoca.

Meia-idade: primeiro começa a esquecer os nomes, depois os rostos, depois de fechar o zíper.

MEIA IDADE

Você sabe que está chegando à meia-idade quando tudo dói e o que não dói não funciona.

A gente chega à meia-idade quando fazer amor nos transforma num animal selvagem: uma preguiça.

Meia-idade é quando sua idade começa a aparecer na cintura!

Na meia-idade você ainda sente vontade mas não lembra exatamente do quê.

Meia-idade é quando você sente vontade de se exercitar e deita pra esperar passar.

Meia-idade é quando seu médico lhe recomenda exercício ao ar-livre e você pega o carro e sai guiando com a janela aberta.

Na meia-idade, jantares a luz de velas não são mais românticos porque não se consegue ler o cardápio.

Meia-idade é quando um cara começa a apagar as luzes por economia e não para criar um clima com você.

Meia-idade é quando em vez de pentear os cabelos você começa a "arrumar" os que sobram.

Infância: época da vida em que fazemos caretas para o espelho.

Meia-idade: a época da vida em que o espelho se vinga.

Há três períodos na vida: infância, juventude e "você está com uma aparência esplêndida".

Está na meia-idade? Ânimo! O pior ainda está por vir!

Você sabe que está na meia-idade quando tudo aquilo que a Mãe Natureza te deu o Pai Tempo começa levar embora.

Meia-idade é quando paramos de criticar a geração mais velha e começamos a criticar a mais nova.

Meia-idade é quando sabemos todas as respostas e ninguém nos pergunta nada.

Meia-idade é quando se alguém dá em cima de você no cinema é porque está atrás da pipoca.

Meia-idade: primeiro começa a esquecer os nomes, depois os rostos, depois de fechar o zíper.

MULHERES NO VOLANTE












Related Posts with Thumbnails
Pesquisa personalizada