sexta-feira, 25 de março de 2011

10 filosofias de Johnnie Walker

johnniewalker9 johnniewalker johnniewalker1 johnniewalker2 johnniewalker3 johnniewalker4 johnniewalker5 johnniewalker6 johnniewalker7 johnniewalker8


Retirado do Blog Genialidades & Generalidades

http://padilhaverde.blogspot.com/2011/03/10-filosofias-de-johnnie-walker.html

10 filosofias de Johnnie Walker

johnniewalker9 johnniewalker johnniewalker1 johnniewalker2 johnniewalker3 johnniewalker4 johnniewalker5 johnniewalker6 johnniewalker7 johnniewalker8


Retirado do Blog Genialidades & Generalidades

http://padilhaverde.blogspot.com/2011/03/10-filosofias-de-johnnie-walker.html

10 filosofias de Johnnie Walker

johnniewalker9 johnniewalker johnniewalker1 johnniewalker2 johnniewalker3 johnniewalker4 johnniewalker5 johnniewalker6 johnniewalker7 johnniewalker8


Retirado do Blog Genialidades & Generalidades

http://padilhaverde.blogspot.com/2011/03/10-filosofias-de-johnnie-walker.html

terça-feira, 22 de março de 2011

Cães autorizados a usar o metrô em Moscou

 
O cão aguarda na plataforma

Cães vadios são comuns andando de metrô entre o subúrbio e o centro da cidade.
Esses cães pegam o metro de manhã, em direção ao centro da cidade onde eles tem maiores chances de conseguir comida e, ao anoitecer, eles pegam o metrô de volta para os subúrbios onde dormem.

Especialistas que estudam esses animais descobriram que eles, inclusive, trabalham juntos para garantir descerem na estação desejada. Eles aprendem a calcular o tempo que leva a viagem. Preferem entrar nos vagões de começo ou do fim do comboio por serem mais silenciosos e menos cheios.

Cientistas acreditam que o fenômeno começou com a queda da União Soviética e os complexos industriais mudaram do centro para os subúrbios...

Dr. Andrei Poiarkov, do Instituto de Ecologia e Evolução de Moscou disse que que os cães vadios usavam os complexos industriais como abrigo e, portanto, tiveram que se mudar junto com suas casas.

Mas o centro da cidade é o melhor lugar para conseguir comida e então eles aprenderam a pegar o metrô de manhã e voltar para "casa" à noite. Igual a qualquer trabalhador.
 
Alguns ainda tiram um cochilo durante a viagem
Dr. Poiarkov ainda descobriu que os cães também se divertem pulando dentro dos vagões segundos antes das portas serem fechadas, correndo o risco de terem suas caudas presas na porta.
 
Um cão cansado tira um cochilo dentro do metrô.
Os cães aprenderam também a usar as luzes de tráfego para poderem atravessar as ruas sem correr riscos...

Uma vez no centro da cidade estes cães desenvolveram uma tática para fazer com que os humanos dêem-lhes comida e de maneira mais rápida...

Eles se posicionam atrás da pessoa que está comendo e em dado momento emitem um latido forte. Com o susto a pessoa deixa cair a comida no chão...(ACREDITE SE QUISER!)


Com as crianças, os cães brincam, pulam, sentam e lançam olhares suplicantes e conseguem com isso dividir o lanche com elas.

Dr. Poiarkov confirma que os cães são excelentes psicólogos e sabem usar disso.

Os cães vadios de Moscou não são os primeiros a usar os transportes públicos.

Em 2006, um Jack Russell Terrier, em Dunnington começou a usar o ônibus para ir ao pub local atrás de salsichas...

E há dois anos passageiros em Wolverhampton viram abismados um gato, chamado Macavity (como o do poema de Elliot), começar a pegar o onibus  e descer na porta de um determinado pub em busca de "fish and chips" (peixe com batatas).


Retirado do Blog Genialidades & Generalidades

http://padilhaverde.blogspot.com/2011/03/caes-autorizados-usar-o-metro-em-moscou.html

Cães autorizados a usar o metrô em Moscou

 
O cão aguarda na plataforma

Cães vadios são comuns andando de metrô entre o subúrbio e o centro da cidade.
Esses cães pegam o metro de manhã, em direção ao centro da cidade onde eles tem maiores chances de conseguir comida e, ao anoitecer, eles pegam o metrô de volta para os subúrbios onde dormem.

Especialistas que estudam esses animais descobriram que eles, inclusive, trabalham juntos para garantir descerem na estação desejada. Eles aprendem a calcular o tempo que leva a viagem. Preferem entrar nos vagões de começo ou do fim do comboio por serem mais silenciosos e menos cheios.

Cientistas acreditam que o fenômeno começou com a queda da União Soviética e os complexos industriais mudaram do centro para os subúrbios...

Dr. Andrei Poiarkov, do Instituto de Ecologia e Evolução de Moscou disse que que os cães vadios usavam os complexos industriais como abrigo e, portanto, tiveram que se mudar junto com suas casas.

Mas o centro da cidade é o melhor lugar para conseguir comida e então eles aprenderam a pegar o metrô de manhã e voltar para "casa" à noite. Igual a qualquer trabalhador.
 
Alguns ainda tiram um cochilo durante a viagem
Dr. Poiarkov ainda descobriu que os cães também se divertem pulando dentro dos vagões segundos antes das portas serem fechadas, correndo o risco de terem suas caudas presas na porta.
 
Um cão cansado tira um cochilo dentro do metrô.
Os cães aprenderam também a usar as luzes de tráfego para poderem atravessar as ruas sem correr riscos...

Uma vez no centro da cidade estes cães desenvolveram uma tática para fazer com que os humanos dêem-lhes comida e de maneira mais rápida...

Eles se posicionam atrás da pessoa que está comendo e em dado momento emitem um latido forte. Com o susto a pessoa deixa cair a comida no chão...(ACREDITE SE QUISER!)


Com as crianças, os cães brincam, pulam, sentam e lançam olhares suplicantes e conseguem com isso dividir o lanche com elas.

Dr. Poiarkov confirma que os cães são excelentes psicólogos e sabem usar disso.

Os cães vadios de Moscou não são os primeiros a usar os transportes públicos.

Em 2006, um Jack Russell Terrier, em Dunnington começou a usar o ônibus para ir ao pub local atrás de salsichas...

E há dois anos passageiros em Wolverhampton viram abismados um gato, chamado Macavity (como o do poema de Elliot), começar a pegar o onibus  e descer na porta de um determinado pub em busca de "fish and chips" (peixe com batatas).


Retirado do Blog Genialidades & Generalidades

http://padilhaverde.blogspot.com/2011/03/caes-autorizados-usar-o-metro-em-moscou.html

domingo, 20 de março de 2011

PIADEX

Um tipo está a jogar tênis e leva uma bolada forte no pênis, causando um 'trauma muscular peniano'.  Em agonia, dirige-se ao médico:
- Doutor veja o que é que pode fazer por mim... Vou casar no final da semana; a minha noiva é virgem e não posso decepcioná-la.
- Não se preocupe, vou tratar de ti de maneira que esteja tudo em ordem para o dia do seu casamento.
Então, pega 4 pauzinhos, que habitualmente são usados para examinar a garganta dos pacientes e, com fita adesiva,consegue prendê-los ao redor do pênis, de forma a recuperar a rigidez do mesmo.
O tipo não conta nada à noiva, casam-se, e na noite denúpcias, já na privacidade do quarto, a noiva fogosa arranca os botões da blusa e mostra-lhe os peitos, exclamando:
- És o primeiro! Nunca nenhum homem tocou estes seios!
Para não ficar atrás, o noivo abre a braguilha, baixa as calças e exclama:
- Olha,estás a ver?  Ainda está encaixotado!


Quase no fim de uma entrevista coletiva, um repórter fez a seguinte pergunta aos três políticos presentes:
- Senhores, se vocês fossem solteiros, com quem os senhores gostariam de se casar?
O primeiro a responder foi Paulo Maluf:
- Eu me casaria com a Gisele Bündchen, a mulher mais bonita do Brasil.
Então, um bêbado, lá no fundo, batendo palmas, grita:
- Isso mesmo, muito bom, casou pela beleza, é isso ai, muito bom.
Logo após, o Governador José Serra deu a sua resposta:
- Eu voltaria a casar com minha esposa, pois eu a amo e ela me ama.
O bêbado, mais uma vez:
- Muito bem, é isso ai, casou por amor, valeu, muito bom.
E então, o Presidente Lula, demagogo como sempre, deu a sua resposta:
- Eu me casaria com o Brasil, meu coração pertence ao país.
E o bêbado, lá de trás:
- É isso aí, muito bom, isso que é homem honrado: fudeu tem que casar.


Dois amigos conversavam, quando, depois da segunda, terceira, quarta caneca de vinho, Carlos declarou:
- Sabe Beto, descobri uns lances estranhos e acabei com tudo, quase deu morte. Tô na fase da divisão dos bens. Separação é foda.
- Pô, cara, é foda mesmo...
- Tô meio puto, mas agora vou organizar minha vida sozinho e de forma diferente.
- Mas, Carlos, sabe de uma coisa? Foi bem melhor mesmo. Tua mulher tava dando pra todo mundo e os caras que comeram disseram que ela é mais puta que a imperatriz Teodósia de Bizâncio, aquela que gostava de ser comida por três escravos núbios ao mesmo tempo.
- Porra, Beto !!! Eu me separei foi do meu sócio!
"Silêncio Total"
Um papagaio engoliu um comprimido de Viagra, distraidamente deixado ao seu alcance pelo dono. Este, preocupado com o efeito, mete o papagaio no congelador para acalmá-lo.
Uma hora mais tarde o dono abre a porta e vê o papagaio todo suado.
- Como pode você estar suando no congelador?
O papagaio responde.
- Você pensa que é fácil abrir as pernas de uma galinha congelada?


Quatro pacientes estão reunidos na sala, com o seu terapeuta. O terapeuta pede que se apresentem, que digam qual é a atividade de cada um, e comentem porque a exercem.
O primeiro diz:
- Me chamo Francisco, sou médico porque me agrada tratar da saúde e cuidar das pessoas.
O segundo se apresenta:
- Me chamo Angelo. Sou arquiteto porque me preocupa a qualidade de vida das pessoas e como vivem.
A terceira fala:
Meu nome é Maria e sou lésbica. Sou lésbica porque adoro peitos e bundas femininas e fico louca só de pensar em fazer sexo com mulheres.
O quarto, um mineirinho, diz:
- Sô Tunico, e inté gorinha achava qui era pedrêro, mais cabei de discubrí qui sô é lésbico...


- Joãozinho estava brincando no playground da escola, qdo viu o carro do seu pai passando em direção ao mato atrás da escola... ele Seguiu o carro e viu seu pai e tia Jane, se abraçando apaixonadamente! Joãzinho achou isso tão excitante, que não se conteve e correu pra casa para contar pra sua mãe o que tinha visto ...
- Mamãe, mamãe, eu estava no playground da escola, qdo vi o carro do papai indo pro mato com a tia Jane dentro... Eu fui atrás pra ver e ele tava dando o maior beijo na tia Jane....depois ele a ajudou a tirar sua blusa... aí a tia Jane ajudou o papai a tirar suas calças e depois a tia Jane....'
Nesse ponto a Mamãe o interrompeu e disse:
- Joãozinho, essa é uma estória tão interessante, que tal
você guardar o resto dela pra hora do jantar?....
Eu quero ver a cara do seu pai, qdo você contar tudo isso hoje à noite!'
Na hora do jantar, a Mamãe pediu pro Joãozinho pra contar sua estória... Joãozinho começou a sua estória:
- 'Eu tava brincando no playground da escola, qdo vi o carro do papai indo pro mato com a tia Jane dentro... aí, fui correndo atrás pra ver e ele tava dando o maior beijo na tia Jane...aí ele a ajudou a tirar sua blusa... aí a tia Jane ajudou o papai a tirar suas calcas e depois a tia Jane e o Papai começaram a fazer as mesmas coisas que a Mamãe e o tio Bill faziam, quando o Papai estava no exército ...'
A mamãe desmaiou!
Conselho: Dê atenção a quem estiver falando com vc e escute tudo até o final, antes de tirar sua próprias conclusões!


PIADEX

Um tipo está a jogar tênis e leva uma bolada forte no pênis, causando um 'trauma muscular peniano'.  Em agonia, dirige-se ao médico:
- Doutor veja o que é que pode fazer por mim... Vou casar no final da semana; a minha noiva é virgem e não posso decepcioná-la.
- Não se preocupe, vou tratar de ti de maneira que esteja tudo em ordem para o dia do seu casamento.
Então, pega 4 pauzinhos, que habitualmente são usados para examinar a garganta dos pacientes e, com fita adesiva,consegue prendê-los ao redor do pênis, de forma a recuperar a rigidez do mesmo.
O tipo não conta nada à noiva, casam-se, e na noite denúpcias, já na privacidade do quarto, a noiva fogosa arranca os botões da blusa e mostra-lhe os peitos, exclamando:
- És o primeiro! Nunca nenhum homem tocou estes seios!
Para não ficar atrás, o noivo abre a braguilha, baixa as calças e exclama:
- Olha,estás a ver?  Ainda está encaixotado!


Quase no fim de uma entrevista coletiva, um repórter fez a seguinte pergunta aos três políticos presentes:
- Senhores, se vocês fossem solteiros, com quem os senhores gostariam de se casar?
O primeiro a responder foi Paulo Maluf:
- Eu me casaria com a Gisele Bündchen, a mulher mais bonita do Brasil.
Então, um bêbado, lá no fundo, batendo palmas, grita:
- Isso mesmo, muito bom, casou pela beleza, é isso ai, muito bom.
Logo após, o Governador José Serra deu a sua resposta:
- Eu voltaria a casar com minha esposa, pois eu a amo e ela me ama.
O bêbado, mais uma vez:
- Muito bem, é isso ai, casou por amor, valeu, muito bom.
E então, o Presidente Lula, demagogo como sempre, deu a sua resposta:
- Eu me casaria com o Brasil, meu coração pertence ao país.
E o bêbado, lá de trás:
- É isso aí, muito bom, isso que é homem honrado: fudeu tem que casar.


Dois amigos conversavam, quando, depois da segunda, terceira, quarta caneca de vinho, Carlos declarou:
- Sabe Beto, descobri uns lances estranhos e acabei com tudo, quase deu morte. Tô na fase da divisão dos bens. Separação é foda.
- Pô, cara, é foda mesmo...
- Tô meio puto, mas agora vou organizar minha vida sozinho e de forma diferente.
- Mas, Carlos, sabe de uma coisa? Foi bem melhor mesmo. Tua mulher tava dando pra todo mundo e os caras que comeram disseram que ela é mais puta que a imperatriz Teodósia de Bizâncio, aquela que gostava de ser comida por três escravos núbios ao mesmo tempo.
- Porra, Beto !!! Eu me separei foi do meu sócio!
"Silêncio Total"
Um papagaio engoliu um comprimido de Viagra, distraidamente deixado ao seu alcance pelo dono. Este, preocupado com o efeito, mete o papagaio no congelador para acalmá-lo.
Uma hora mais tarde o dono abre a porta e vê o papagaio todo suado.
- Como pode você estar suando no congelador?
O papagaio responde.
- Você pensa que é fácil abrir as pernas de uma galinha congelada?


Quatro pacientes estão reunidos na sala, com o seu terapeuta. O terapeuta pede que se apresentem, que digam qual é a atividade de cada um, e comentem porque a exercem.
O primeiro diz:
- Me chamo Francisco, sou médico porque me agrada tratar da saúde e cuidar das pessoas.
O segundo se apresenta:
- Me chamo Angelo. Sou arquiteto porque me preocupa a qualidade de vida das pessoas e como vivem.
A terceira fala:
Meu nome é Maria e sou lésbica. Sou lésbica porque adoro peitos e bundas femininas e fico louca só de pensar em fazer sexo com mulheres.
O quarto, um mineirinho, diz:
- Sô Tunico, e inté gorinha achava qui era pedrêro, mais cabei de discubrí qui sô é lésbico...


- Joãozinho estava brincando no playground da escola, qdo viu o carro do seu pai passando em direção ao mato atrás da escola... ele Seguiu o carro e viu seu pai e tia Jane, se abraçando apaixonadamente! Joãzinho achou isso tão excitante, que não se conteve e correu pra casa para contar pra sua mãe o que tinha visto ...
- Mamãe, mamãe, eu estava no playground da escola, qdo vi o carro do papai indo pro mato com a tia Jane dentro... Eu fui atrás pra ver e ele tava dando o maior beijo na tia Jane....depois ele a ajudou a tirar sua blusa... aí a tia Jane ajudou o papai a tirar suas calças e depois a tia Jane....'
Nesse ponto a Mamãe o interrompeu e disse:
- Joãozinho, essa é uma estória tão interessante, que tal
você guardar o resto dela pra hora do jantar?....
Eu quero ver a cara do seu pai, qdo você contar tudo isso hoje à noite!'
Na hora do jantar, a Mamãe pediu pro Joãozinho pra contar sua estória... Joãozinho começou a sua estória:
- 'Eu tava brincando no playground da escola, qdo vi o carro do papai indo pro mato com a tia Jane dentro... aí, fui correndo atrás pra ver e ele tava dando o maior beijo na tia Jane...aí ele a ajudou a tirar sua blusa... aí a tia Jane ajudou o papai a tirar suas calcas e depois a tia Jane e o Papai começaram a fazer as mesmas coisas que a Mamãe e o tio Bill faziam, quando o Papai estava no exército ...'
A mamãe desmaiou!
Conselho: Dê atenção a quem estiver falando com vc e escute tudo até o final, antes de tirar sua próprias conclusões!


quinta-feira, 17 de março de 2011

Cervejaria japonesa cria cerveja de chocolate

Cerveja da Sapporo tem sabor amargo de chocolate.

Kit com três latas de 350 ml custa cerca de US$ 16.

cervejadechocolate

(Foto: Reprodução/Sapporo)
A cervejaria japonesa Sapporo lançou em janeiro uma edição limitada de uma cerveja de chocolate. Batizada de Chocolat Brewery, a cerveja é fabricada com malte torrado e cacau e tem sabor amargo de chocolate. O kit com três latas de 350 ml custa cerca de US$ 16 (R$ 36).

Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL997341-6091,00-CERVEJARIA+JAPONESA+CRIA+CERVEJA+DE+CHOCOLATE.html

Cervejaria japonesa cria cerveja de chocolate

Cerveja da Sapporo tem sabor amargo de chocolate.

Kit com três latas de 350 ml custa cerca de US$ 16.

cervejadechocolate

(Foto: Reprodução/Sapporo)
A cervejaria japonesa Sapporo lançou em janeiro uma edição limitada de uma cerveja de chocolate. Batizada de Chocolat Brewery, a cerveja é fabricada com malte torrado e cacau e tem sabor amargo de chocolate. O kit com três latas de 350 ml custa cerca de US$ 16 (R$ 36).

Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL997341-6091,00-CERVEJARIA+JAPONESA+CRIA+CERVEJA+DE+CHOCOLATE.html

Cervejaria japonesa cria cerveja de chocolate

Cerveja da Sapporo tem sabor amargo de chocolate.

Kit com três latas de 350 ml custa cerca de US$ 16.

cervejadechocolate

(Foto: Reprodução/Sapporo)
A cervejaria japonesa Sapporo lançou em janeiro uma edição limitada de uma cerveja de chocolate. Batizada de Chocolat Brewery, a cerveja é fabricada com malte torrado e cacau e tem sabor amargo de chocolate. O kit com três latas de 350 ml custa cerca de US$ 16 (R$ 36).

Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL997341-6091,00-CERVEJARIA+JAPONESA+CRIA+CERVEJA+DE+CHOCOLATE.html

Crônica da Loucura

O melhor da Terapia é ficar observando os meus colegas loucos. Existem dois tipos de loucos. O louco propriamente dito e o que cuida do louco: o analista, o terapeuta, o psicólogo e o psiquiatra. Sim, somente um louco pode se dispor a ouvir a loucura de seis ou sete outros loucos todos os dias, meses, anos. Se não era louco, ficou.
Durante quarenta anos, passei longe deles. Pronto, acabei diante de um louco, contando as minhas loucuras acumuladas. Confesso, como louco confesso, que estou adorando estar louco semanal.
O melhor da terapia é chegar antes, alguns minutos e ficar observando os meus colegas loucos na sala de espera. Onde faço a minha terapia é uma casa grande com oito loucos analistas. Portanto, a sala de espera sempre tem três ou quatro ali, ansiosos, pensando na loucura que vão dizer dali a pouco.
Ninguém olha para ninguém. O silêncio é uma loucura. E eu, como escritor, adoro observar pessoas, imaginar os nomes, a profissão, quantos filhos têm, se são rotarianos ou leoninos, corintianos ou palmeirenses.
Acho que todo escritor gosta desse brinquedo, no mínimo, criativo. E a sala de espera de um "consultório médico", como diz a atendente absolutamente normal (apenas uma pessoa normal lê tanto Paulo Coelho como ela), é um prato cheio para um louco escritor como eu. Senão, vejamos:
Na última quarta-feira, estávamos:
1. Eu
2. Um crioulinho muito bem vestido,
3. Um senhor de uns cinqüenta anos e
4. Uma velha gorda.
Comecei, é claro, imediatamente a imaginar qual seria o problema de cada um deles. Não foi difícil, porque eu já partia do principio que todos eram loucos, como eu. Senão, não estariam ali, tão cabisbaixos e ensimesmados.
(2) O pretinho, por exemplo. Claro que a cor, num país racista como o nosso, deve ter contribuído muito para levá-lo até aquela poltrona de vime. Deve gostar de uma branca, e os pais dela não aprovam o namoro e não conseguiu entrar como sócio do "Harmonia do Samba"? Notei que o tênis estava um pouco velho. Problema de ascensão social, com certeza. O olhar dele era triste, cansado. Comecei a ficar com pena dele. Depois notei que ele trazia uma mala. Podia ser o corpo da namorada esquartejada lá dentro. Talvez apenas a cabeça. Devia ser um assassino, ou suicida, no mínimo. Podia ter também uma arma lá dentro. Podia ser perigoso. Afastei-me um pouco dele no sofá. Ele dava olhadas furtivas para dentro da mala assassina.
(3)E o senhor de terno preto, gravata, meias e sapatos também pretos? Como ele estava sofrendo, coitado. Ele disfarçava, mas notei que tinha um pequeno tique no olho esquerdo. Corno, na certa. E manso. Corno manso sempre tem tiques. Já notaram? Observo as mãos. Roía as unhas. Insegurança total, medo de viver. Filho drogado? Bem provável. Como era infeliz esse meu personagem. Uma hora tirou o lenço e eu já estava esperando as lágrimas quando ele assoou o nariz violentamente, interrompendo o Paulo Coelho da outra. Faltava um botão na camisa. Claro, abandonado pela esposa. Devia morar num flat, pagar caro, devia ter dívidas astronômicas. Homossexual? Acho que não. Ninguém beijaria um homem com um bigode daqueles. Tingido.
(4) Mas a melhor, a mais doida, era a louca gorda e baixinha. Que bunda imensa. Como sofria, meu Deus. Bastava olhar no rosto dela. Não devia fazer amor há mais de trinta anos. Será que se masturbaria? Será que era esse o problema dela? Uma velha masturbadora? Não! Tirou um terço da bolsa e começou a rezar. Meu Deus, o caso é mais grave do que eu pensava. Estava no quinto cigarro em dez minutos. Tensa. Coitada. O que deve ser dos filhos dela? Acho que os filhos não comem a macarronada dela há dezenas e dezenas de domingos. Tinha cara também de quem mentia para o analista. Minha mãe rezaria uma Salve-Rainha por ela, se a conhecesse.
Acabou o meu tempo. Tenho que ir conversar com o meu psicanalista.
Conto para ele a minha "viagem" na sala de espera.
Ele ri... Ri muito, o meu psicanalista, e diz:
- O Ditinho é o nosso office-boy.
- O de terno preto é representante de um laboratório multinacional de remédios lá no Ipiranga e passa aqui uma vez por mês com as novidades.
- E a gordinha é a Dona Dirce, a minha mãe.
- "E você, não vai ter alta tão cedo..."


Texto creditado a Luis Fernando Veríssimo

Retirado do Blog Meus Poemas e Reflexões

http://ditadosereflexoes.blogspot.com/2011/03/cronica-da-loucura.html

Crônica da Loucura

O melhor da Terapia é ficar observando os meus colegas loucos. Existem dois tipos de loucos. O louco propriamente dito e o que cuida do louco: o analista, o terapeuta, o psicólogo e o psiquiatra. Sim, somente um louco pode se dispor a ouvir a loucura de seis ou sete outros loucos todos os dias, meses, anos. Se não era louco, ficou.
Durante quarenta anos, passei longe deles. Pronto, acabei diante de um louco, contando as minhas loucuras acumuladas. Confesso, como louco confesso, que estou adorando estar louco semanal.
O melhor da terapia é chegar antes, alguns minutos e ficar observando os meus colegas loucos na sala de espera. Onde faço a minha terapia é uma casa grande com oito loucos analistas. Portanto, a sala de espera sempre tem três ou quatro ali, ansiosos, pensando na loucura que vão dizer dali a pouco.
Ninguém olha para ninguém. O silêncio é uma loucura. E eu, como escritor, adoro observar pessoas, imaginar os nomes, a profissão, quantos filhos têm, se são rotarianos ou leoninos, corintianos ou palmeirenses.
Acho que todo escritor gosta desse brinquedo, no mínimo, criativo. E a sala de espera de um "consultório médico", como diz a atendente absolutamente normal (apenas uma pessoa normal lê tanto Paulo Coelho como ela), é um prato cheio para um louco escritor como eu. Senão, vejamos:
Na última quarta-feira, estávamos:
1. Eu
2. Um crioulinho muito bem vestido,
3. Um senhor de uns cinqüenta anos e
4. Uma velha gorda.
Comecei, é claro, imediatamente a imaginar qual seria o problema de cada um deles. Não foi difícil, porque eu já partia do principio que todos eram loucos, como eu. Senão, não estariam ali, tão cabisbaixos e ensimesmados.
(2) O pretinho, por exemplo. Claro que a cor, num país racista como o nosso, deve ter contribuído muito para levá-lo até aquela poltrona de vime. Deve gostar de uma branca, e os pais dela não aprovam o namoro e não conseguiu entrar como sócio do "Harmonia do Samba"? Notei que o tênis estava um pouco velho. Problema de ascensão social, com certeza. O olhar dele era triste, cansado. Comecei a ficar com pena dele. Depois notei que ele trazia uma mala. Podia ser o corpo da namorada esquartejada lá dentro. Talvez apenas a cabeça. Devia ser um assassino, ou suicida, no mínimo. Podia ter também uma arma lá dentro. Podia ser perigoso. Afastei-me um pouco dele no sofá. Ele dava olhadas furtivas para dentro da mala assassina.
(3)E o senhor de terno preto, gravata, meias e sapatos também pretos? Como ele estava sofrendo, coitado. Ele disfarçava, mas notei que tinha um pequeno tique no olho esquerdo. Corno, na certa. E manso. Corno manso sempre tem tiques. Já notaram? Observo as mãos. Roía as unhas. Insegurança total, medo de viver. Filho drogado? Bem provável. Como era infeliz esse meu personagem. Uma hora tirou o lenço e eu já estava esperando as lágrimas quando ele assoou o nariz violentamente, interrompendo o Paulo Coelho da outra. Faltava um botão na camisa. Claro, abandonado pela esposa. Devia morar num flat, pagar caro, devia ter dívidas astronômicas. Homossexual? Acho que não. Ninguém beijaria um homem com um bigode daqueles. Tingido.
(4) Mas a melhor, a mais doida, era a louca gorda e baixinha. Que bunda imensa. Como sofria, meu Deus. Bastava olhar no rosto dela. Não devia fazer amor há mais de trinta anos. Será que se masturbaria? Será que era esse o problema dela? Uma velha masturbadora? Não! Tirou um terço da bolsa e começou a rezar. Meu Deus, o caso é mais grave do que eu pensava. Estava no quinto cigarro em dez minutos. Tensa. Coitada. O que deve ser dos filhos dela? Acho que os filhos não comem a macarronada dela há dezenas e dezenas de domingos. Tinha cara também de quem mentia para o analista. Minha mãe rezaria uma Salve-Rainha por ela, se a conhecesse.
Acabou o meu tempo. Tenho que ir conversar com o meu psicanalista.
Conto para ele a minha "viagem" na sala de espera.
Ele ri... Ri muito, o meu psicanalista, e diz:
- O Ditinho é o nosso office-boy.
- O de terno preto é representante de um laboratório multinacional de remédios lá no Ipiranga e passa aqui uma vez por mês com as novidades.
- E a gordinha é a Dona Dirce, a minha mãe.
- "E você, não vai ter alta tão cedo..."


Texto creditado a Luis Fernando Veríssimo

Retirado do Blog Meus Poemas e Reflexões

http://ditadosereflexoes.blogspot.com/2011/03/cronica-da-loucura.html

quarta-feira, 16 de março de 2011

Frases curiosas

Se você não quer ouvir reclamações, trabalhe no SAC de alguma empresa fabricante de paraquedas.

Todo mundo comete erros. O truque é cometê-los quando ninguém está olhando.

Calculei meu IMC e constatei que minha altura está 20 cm abaixo da ideal.

Dizem que a bebida resolve todos os problemas. Pra mim ainda não resolveu, mas eu sou brasileiro e não desisto nunca!

As melhores crianças do mundo são as japonesas. Estão a 20 mil quilômetros de distância e quando estão acordadas eu estou dormindo.

Se acupuntura adiantasse, porco-espinho viveria para sempre.

Calorias são pequenos vermes inescrupulosos que vivem nos guarda-roupas, e que a noite ficam costurando e apertando as roupas das pessoas.

Se você se lembra de quantas bebeu ontem, então você não bebeu o bastante.

Cerveja sem álcool é igual travesti: a aparência é igual, mas o conteúdo é bem diferente!

Se vegetarianos amam tanto assim os animais, por que eles comem toda comida dos pobrezinhos?

O amor não é aquilo que te pega de surpresa e te deixa totalmente sem ar. O nome disso é asma.

O amor não faz brotar uma nova pessoa dentro de você. O nome disso é gravidez.

O amor não torna as pessoas mais bonitas. O nome disso é álcool.


Retirado do Blog Filosofias de Botequim do Padilha

http://filosofiasdebotequimdopadilha.blogspot.com/2011/03/frases-curiosas.html

Frases curiosas

Se você não quer ouvir reclamações, trabalhe no SAC de alguma empresa fabricante de paraquedas

Todo mundo comete erros. O truque é cometê-los quando ninguém está olhando.

Calculei meu IMC e constatei que minha altura está 20 cm abaixo da ideal.

Dizem que a bebida resolve todos os problemas. Pra mim ainda não resolveu, mas eu sou brasileiro e não desisto nunca!

As melhores crianças do mundo são as japonesas. Estão a 20 mil quilômetros de distância e quando estão acordadas eu estou dormindo.

Se acupuntura adiantasse, porco-espinho viveria para sempre.

Calorias são pequenos vermes inescrupulosos que vivem nos guarda-roupas, e que a noite ficam costurando e apertando as roupas das pessoas.

Se você se lembra de quantas bebeu ontem, então você não bebeu o bastante.

Cerveja sem álcool é igual travesti: a aparência é igual, mas o conteúdo é bem diferente!

Se vegetarianos amam tanto assim os animais, por que eles comem toda comida dos pobrezinhos?

O amor não é aquilo que te pega de surpresa e te deixa totalmente sem ar. O nome disso é asma.

O amor não faz brotar uma nova pessoa dentro de você. O nome disso é gravidez.

O amor não torna as pessoas mais bonitas. O nome disso é álcool.

A vaselina

Um cara adorava motos Harley Davidson.

Juntou dinheiro durante um  tempo e foi até a revendedora.

Chegando, o vendedor lhe disse:

- Temos a última Harley, que não foi  vendida ainda porque tem um pequeno defeito de fábrica. Não passou pelo último estágio de secagem da tinta e, portanto, não pode molhar, senão mancha a pintura.

- Não tem solução? - perguntou o sujeito.

- Tem - disse o vendedor -Quando o tempo estiver para chover, passe vaselina na moto que preserva a pintura sem problemas.

Sem pensar duas vezes, comprou a moto, passou na farmácia, comprou a  vaselina e guardou no bolso.

À noite, sua namorada  convidou-o para jantar na casa dela. Ele  chegou,  deixou a moto na rua e foi entrando.

A namorada foi logo  avisando:

- Querido, depois do jantar não fale nada, não abra a boca porque a  norma aqui em casa é a seguinte: o primeiro que falar qualquer coisa  tem que lavar a louça.

- Tudo bem, disse ele.

Após o jantar, todos quietos.

Começou a relampejar. O cara pensou: E agora? A moto lá fora, e eu não  posso falar nada...

Teve uma idéia. Agarrou a namorada e tascou aquele beijo de língua, na frente dos pais, na esperança que alguém  protestasse.

Ninguém falou nada. E dá-lhe relâmpago.

Agarrou a moça de novo, deitou-a na mesa, e traçou  a menina ali mesmo..

Ninguém falou nada. Ia começar a chover a qualquer momento. Não teve dúvida, agarrou a sogra e traçou a velha também.

E nada .. ninguém falou absolutamente nada....

Quando ouviu o primeiro pingo de chuva lá fora, levantou rapidamente, tirou a vaselina do bolso e...

O sogro assustado, disse:

- Deixa que eu lavo a louça!

 


"Um dia sem riso é um dia desperdiçado." ( Charles Chaplin )


Retirado do Blog Filosofias de Botequim do Padilha

http://filosofiasdebotequimdopadilha.blogspot.com/2011/03/vaselina.html

A vaselina

Um cara adorava motos Harley Davidson.

Juntou dinheiro durante um  tempo e foi até a revendedora.

Chegando, o vendedor lhe disse:

- Temos a última Harley, que não foi  vendida ainda porque tem um pequeno defeito de fábrica. Não passou pelo último estágio de secagem da tinta e, portanto, não pode molhar, senão mancha a pintura.

- Não tem solução? - perguntou o sujeito.

- Tem - disse o vendedor -Quando o tempo estiver para chover, passe vaselina na moto que preserva a pintura sem problemas.

Sem pensar duas vezes, comprou a moto, passou na farmácia, comprou a  vaselina e guardou no bolso.

À noite, sua namorada  convidou-o para jantar na casa dela. Ele  chegou,  deixou a moto na rua e foi entrando.

A namorada foi logo  avisando:

- Querido, depois do jantar não fale nada, não abra a boca porque a  norma aqui em casa é a seguinte: o primeiro que falar qualquer coisa  tem que lavar a louça.

- Tudo bem, disse ele.

Após o jantar, todos quietos.

Começou a relampejar. O cara pensou: E agora? A moto lá fora, e eu não  posso falar nada...

Teve uma idéia. Agarrou a namorada e tascou aquele beijo de língua, na frente dos pais, na esperança que alguém  protestasse.

Ninguém falou nada. E dá-lhe relâmpago.

Agarrou a moça de novo, deitou-a na mesa, e traçou  a menina ali mesmo..

Ninguém falou nada. Ia começar a chover a qualquer momento. Não teve dúvida, agarrou a sogra e traçou a velha também.

E nada .. ninguém falou absolutamente nada....

Quando ouviu o primeiro pingo de chuva lá fora, levantou rapidamente, tirou a vaselina do bolso e...

O sogro assustado, disse:

- Deixa que eu lavo a louça!

 


"Um dia sem riso é um dia desperdiçado." ( Charles Chaplin )


Retirado do Blog Filosofias de Botequim do Padilha

http://filosofiasdebotequimdopadilha.blogspot.com/2011/03/vaselina.html

A vaselina

Um cara adorava motos Harley Davidson.

Juntou dinheiro durante um  tempo e foi até a revendedora.

Chegando, o vendedor lhe disse:

- Temos a última Harley, que não foi  vendida ainda porque tem um pequeno defeito de fábrica. Não passou pelo último estágio de secagem da tinta e, portanto, não pode molhar, senão mancha a pintura.

- Não tem solução? - perguntou o sujeito.

- Tem - disse o vendedor -Quando o tempo estiver para chover, passe vaselina na moto que preserva a pintura sem problemas.

Sem pensar duas vezes, comprou a moto, passou na farmácia, comprou a  vaselina e guardou no bolso.

À noite, sua namorada  convidou-o para jantar na casa dela. Ele  chegou,  deixou a moto na rua e foi entrando.

A namorada foi logo  avisando:

- Querido, depois do jantar não fale nada, não abra a boca porque a  norma aqui em casa é a seguinte: o primeiro que falar qualquer coisa  tem que lavar a louça.

- Tudo bem, disse ele.

Após o jantar, todos quietos.

Começou a relampejar. O cara pensou: E agora? A moto lá fora, e eu não  posso falar nada...

Teve uma idéia. Agarrou a namorada e tascou aquele beijo de língua, na frente dos pais, na esperança que alguém  protestasse.

Ninguém falou nada. E dá-lhe relâmpago.

Agarrou a moça de novo, deitou-a na mesa, e traçou  a menina ali mesmo..

Ninguém falou nada. Ia começar a chover a qualquer momento. Não teve dúvida, agarrou a sogra e traçou a velha também.

E nada .. ninguém falou absolutamente nada....

Quando ouviu o primeiro pingo de chuva lá fora, levantou rapidamente, tirou a vaselina do bolso e...

O sogro assustado, disse:

- Deixa que eu lavo a louça!

 


"Um dia sem riso é um dia desperdiçado." ( Charles Chaplin )


terça-feira, 15 de março de 2011

Algumas dos mineirins

HUMIRDADE MINEIRA... NÓIS SEMU ASSIM MESSSSSSSSSS

Três paulistas querendo contar vantagem pro mineirim :
1º.. paulista: - Eu tenho muito dinheiro... Vou comprar o Citibank!
2º. paulista: - Eu sou muito rico... Comprarei a Fiat Automoveis
3º. paulista: - Eu sou um magnata... Vou comprar a Usiminas
E os três ficam esperando o quê o mineiro vai falar.
O minerim da uma pitada nu cigarro de paia, ingole a saliva...
faz uma "parza"... e diz:
- Num vendo...



MINEIRIM NO RIDIJANEIRO

Um mineirim tava no Ridijaneiro, bismado cas praia, pé discarço, sem camisa, caquele carção samba canção, sem cueca pur dibacho.
Os cariocas zombano, contano piada de mineiro. Alheio a tudo, o mineirim olhou pro marzão e num se güentô: correu a toda velocidade e deu um mergúio, deu cambaióta, pegô jacaré e tudo mais.
Quando saiu, o carção de ticido finim tava transparente e grudadim na pele.
Tudu mundo na praia tava oiano pro tamanho do "amigão" que o mineirim tinha.
O bicho ia até pertim do juêio...A turma nunca tinha visto coisa igual. As
muié cum sorrisão, os homi roxo dinveja, só tinham olhos pro bicho.
O mineirim intão percebeu a situação, ficou todo envergonhado e gritou:
-Qui qui foi, uai? Seus bobãom... vão dizê qui quando oceis pula na agua fria, o pintim doceis num incói tamém...?



UAI SÔ

Um mineirinho bom de cama, passando por New York, pega uma americana e parte para os finalmentes.
Durante a relação, a americana fica louca e começa a gritar:
- Once more, once more, once more (mais uma vez)
E o mineirinho responde desesperado:
- Beozonte, Beozonte, Beozonte.....



NO BOTECO

O mineirinho entra num boteco e vê anunciado acima do balcão:
Pinga______________________  R$ 1,00
Cerveja_____________________ R$ 2,50
Pão de queijo________________ R$ 2,00
Sanduíche de galinha__________  R$ 3,00
Acariciar órgão sexual _________ R$ 5,00
Checando a carteira para não passar vergonha, ele vai até o balcão e chama
uma das três garotas que ali estão servindo:
- Ô moça, faiz favor.
- Sim! Em que posso ajudar? - responde ela com um sorriso lindo.
- É ocê que acaricia os órgão sexuar dos freguêis?
- Sou eu mesma! - responde ela, com voz 'caliente' e um olhar bem sensual.
- Então, ocê lava bem as mão, que eu quero um pão de quejo.



O VELHINHO MINEIRO

O velhinho, mineiro de Berlandia, está no hospital, nas últimas.....
O padre está ao seu lado para dar-lhe a extrema-unção.
Ele lhe diz ao ouvido:
- Antes de morrer, reafirme a sua fé em nosso Senhor Jesus Cristo e renegue
o Demônio.
Mas o velhinho fica quieto..
Ao que o padre insiste:
- Antes de morrer, reafirme a sua fé em nosso Senhor Jesus Cristo e renegue o Demônio.
E o velhinho..... nada.
Então o padre pergunta:
- Por que é que o senhor não quer renegar o Demônio?
O velhinho responde:
- Enquanto eu num soubé pronde vou, num quero ficá de mar cum ninguém!


Retirado do Blog Filosofias de Botequim do Padilha

http://filosofiasdebotequimdopadilha.blogspot.com/2011/03/algumas-dos-mineirins.html

Algumas dos mineirins

HUMIRDADE MINEIRA... NÓIS SEMU ASSIM MESSSSSSSSSS

Três paulistas querendo contar vantagem pro mineirim :
1º.. paulista: - Eu tenho muito dinheiro... Vou comprar o Citibank!
2º. paulista: - Eu sou muito rico... Comprarei a Fiat Automoveis
3º. paulista: - Eu sou um magnata... Vou comprar a Usiminas
E os três ficam esperando o quê o mineiro vai falar.
O minerim da uma pitada nu cigarro de paia, ingole a saliva...
faz uma "parza"... e diz:
- Num vendo...



MINEIRIM NO RIDIJANEIRO

Um mineirim tava no Ridijaneiro, bismado cas praia, pé discarço, sem camisa, caquele carção samba canção, sem cueca pur dibacho.
Os cariocas zombano, contano piada de mineiro. Alheio a tudo, o mineirim olhou pro marzão e num se güentô: correu a toda velocidade e deu um mergúio, deu cambaióta, pegô jacaré e tudo mais.
Quando saiu, o carção de ticido finim tava transparente e grudadim na pele.
Tudu mundo na praia tava oiano pro tamanho do "amigão" que o mineirim tinha.
O bicho ia até pertim do juêio...A turma nunca tinha visto coisa igual. As
muié cum sorrisão, os homi roxo dinveja, só tinham olhos pro bicho.
O mineirim intão percebeu a situação, ficou todo envergonhado e gritou:
-Qui qui foi, uai? Seus bobãom... vão dizê qui quando oceis pula na agua fria, o pintim doceis num incói tamém...?



UAI SÔ

Um mineirinho bom de cama, passando por New York, pega uma americana e parte para os finalmentes.
Durante a relação, a americana fica louca e começa a gritar:
- Once more, once more, once more (mais uma vez)
E o mineirinho responde desesperado:
- Beozonte, Beozonte, Beozonte.....



NO BOTECO

O mineirinho entra num boteco e vê anunciado acima do balcão:
Pinga______________________  R$ 1,00
Cerveja_____________________ R$ 2,50
Pão de queijo________________ R$ 2,00
Sanduíche de galinha__________  R$ 3,00
Acariciar órgão sexual _________ R$ 5,00
Checando a carteira para não passar vergonha, ele vai até o balcão e chama
uma das três garotas que ali estão servindo:
- Ô moça, faiz favor.
- Sim! Em que posso ajudar? - responde ela com um sorriso lindo.
- É ocê que acaricia os órgão sexuar dos freguêis?
- Sou eu mesma! - responde ela, com voz 'caliente' e um olhar bem sensual.
- Então, ocê lava bem as mão, que eu quero um pão de quejo.



O VELHINHO MINEIRO

O velhinho, mineiro de Berlandia, está no hospital, nas últimas.....
O padre está ao seu lado para dar-lhe a extrema-unção.
Ele lhe diz ao ouvido:
- Antes de morrer, reafirme a sua fé em nosso Senhor Jesus Cristo e renegue
o Demônio.
Mas o velhinho fica quieto..
Ao que o padre insiste:
- Antes de morrer, reafirme a sua fé em nosso Senhor Jesus Cristo e renegue o Demônio.
E o velhinho..... nada.
Então o padre pergunta:
- Por que é que o senhor não quer renegar o Demônio?
O velhinho responde:
- Enquanto eu num soubé pronde vou, num quero ficá de mar cum ninguém!


Retirado do Blog Filosofias de Botequim do Padilha

http://filosofiasdebotequimdopadilha.blogspot.com/2011/03/algumas-dos-mineirins.html

Algumas dos mineirins

HUMIRDADE MINEIRA... NÓIS SEMU ASSIM MESSSSSSSSSS

Três paulistas querendo contar vantagem pro mineirim :
1º.. paulista: - Eu tenho muito dinheiro... Vou comprar o Citibank!
2º. paulista: - Eu sou muito rico... Comprarei a Fiat Automoveis
3º. paulista: - Eu sou um magnata... Vou comprar a Usiminas
E os três ficam esperando o quê o mineiro vai falar.
O minerim da uma pitada nu cigarro de paia, ingole a saliva...
faz uma "parza"... e diz:
- Num vendo...



MINEIRIM NO RIDIJANEIRO

Um mineirim tava no Ridijaneiro, bismado cas praia, pé discarço, sem camisa, caquele carção samba canção, sem cueca pur dibacho.
Os cariocas zombano, contano piada de mineiro. Alheio a tudo, o mineirim olhou pro marzão e num se güentô: correu a toda velocidade e deu um mergúio, deu cambaióta, pegô jacaré e tudo mais.
Quando saiu, o carção de ticido finim tava transparente e grudadim na pele.
Tudu mundo na praia tava oiano pro tamanho do "amigão" que o mineirim tinha.
O bicho ia até pertim do juêio...A turma nunca tinha visto coisa igual. As
muié cum sorrisão, os homi roxo dinveja, só tinham olhos pro bicho.
O mineirim intão percebeu a situação, ficou todo envergonhado e gritou:
-Qui qui foi, uai? Seus bobãom... vão dizê qui quando oceis pula na agua fria, o pintim doceis num incói tamém...?



UAI SÔ

Um mineirinho bom de cama, passando por New York, pega uma americana e parte para os finalmentes.
Durante a relação, a americana fica louca e começa a gritar:
- Once more, once more, once more (mais uma vez)
E o mineirinho responde desesperado:
- Beozonte, Beozonte, Beozonte.....



NO BOTECO

O mineirinho entra num boteco e vê anunciado acima do balcão:
Pinga______________________  R$ 1,00
Cerveja_____________________ R$ 2,50
Pão de queijo________________ R$ 2,00
Sanduíche de galinha__________  R$ 3,00
Acariciar órgão sexual _________ R$ 5,00
Checando a carteira para não passar vergonha, ele vai até o balcão e chama
uma das três garotas que ali estão servindo:
- Ô moça, faiz favor.
- Sim! Em que posso ajudar? - responde ela com um sorriso lindo.
- É ocê que acaricia os órgão sexuar dos freguêis?
- Sou eu mesma! - responde ela, com voz 'caliente' e um olhar bem sensual.
- Então, ocê lava bem as mão, que eu quero um pão de quejo.



O VELHINHO MINEIRO

O velhinho, mineiro de Berlandia, está no hospital, nas últimas.....
O padre está ao seu lado para dar-lhe a extrema-unção.
Ele lhe diz ao ouvido:
- Antes de morrer, reafirme a sua fé em nosso Senhor Jesus Cristo e renegue
o Demônio.
Mas o velhinho fica quieto..
Ao que o padre insiste:
- Antes de morrer, reafirme a sua fé em nosso Senhor Jesus Cristo e renegue o Demônio.
E o velhinho..... nada.
Então o padre pergunta:
- Por que é que o senhor não quer renegar o Demônio?
O velhinho responde:
- Enquanto eu num soubé pronde vou, num quero ficá de mar cum ninguém!


segunda-feira, 14 de março de 2011

Adão mão-de-vaca

Adão estava perambulando triste pelo jardim do Éden, muito sozinho, quando Deus perguntou:
- O que há de errado com você?
Adão disse que não tinha com quem conversar e era muito solitário...
Deus disse-lhe que então iria lhe fazer uma companhia e que seria uma mulher. Disse mais:
- Ela será muito bonita, recolherá alimento para você; irá cozinhar para você, e quando você sujar suas vestimentas, ela lavará para você. Concordará sempre com cada decisão que você tomar e não o enganará. Será sempre a primeira a admitir que está errada quando vocês tiverem um desentendimento. Elogiará e o apoiará sempre. Carregará suas crianças, e nunca pedirá que você se levante no meio da noite para cuidar delas. Nunca terá uma enxaqueca e sempre terá vontade e disposição para lhe dar amor e carinho sempre que você necessitar.
Adão então perguntou a Deus:
- Quanto me custará essa mulher?
Deus respondeu:
- Um braço e uma perna!
Adão, pensou por um momento e então, falou:
- Senhor, o que posso conseguir por uma costela?
Naturalmente, o resto da história você conhece...

Olha o que dá ser mão-de-vaca...


Retirado do Blog Genialidades & Generalidades

http://padilhaverde.blogspot.com/2011/03/adao-mao-de-vaca.html

Adão mão-de-vaca

Adão estava perambulando triste pelo jardim do Éden, muito sozinho, quando Deus perguntou:
- O que há de errado com você?
Adão disse que não tinha com quem conversar e era muito solitário...
Deus disse-lhe que então iria lhe fazer uma companhia e que seria uma mulher. Disse mais:
- Ela será muito bonita, recolherá alimento para você; irá cozinhar para você, e quando você sujar suas vestimentas, ela lavará para você. Concordará sempre com cada decisão que você tomar e não o enganará. Será sempre a primeira a admitir que está errada quando vocês tiverem um desentendimento. Elogiará e o apoiará sempre. Carregará suas crianças, e nunca pedirá que você se levante no meio da noite para cuidar delas. Nunca terá uma enxaqueca e sempre terá vontade e disposição para lhe dar amor e carinho sempre que você necessitar.
Adão então perguntou a Deus:
- Quanto me custará essa mulher?
Deus respondeu:
- Um braço e uma perna!
Adão, pensou por um momento e então, falou:
- Senhor, o que posso conseguir por uma costela?
Naturalmente, o resto da história você conhece...

Olha o que dá ser mão-de-vaca...


Retirado do Blog Genialidades & Generalidades

http://padilhaverde.blogspot.com/2011/03/adao-mao-de-vaca.html

Adão mão-de-vaca

Adão estava perambulando triste pelo jardim do Éden, muito sozinho, quando Deus perguntou:
- O que há de errado com você?
Adão disse que não tinha com quem conversar e era muito solitário...
Deus disse-lhe que então iria lhe fazer uma companhia e que seria uma mulher. Disse mais:
- Ela será muito bonita, recolherá alimento para você; irá cozinhar para você, e quando você sujar suas vestimentas, ela lavará para você. Concordará sempre com cada decisão que você tomar e não o enganará. Será sempre a primeira a admitir que está errada quando vocês tiverem um desentendimento. Elogiará e o apoiará sempre. Carregará suas crianças, e nunca pedirá que você se levante no meio da noite para cuidar delas. Nunca terá uma enxaqueca e sempre terá vontade e disposição para lhe dar amor e carinho sempre que você necessitar.
Adão então perguntou a Deus:
- Quanto me custará essa mulher?
Deus respondeu:
- Um braço e uma perna!
Adão, pensou por um momento e então, falou:
- Senhor, o que posso conseguir por uma costela?
Naturalmente, o resto da história você conhece...

Olha o que dá ser mão-de-vaca...


Retirado do Blog Genialidades & Generalidades

http://padilhaverde.blogspot.com/2011/03/adao-mao-de-vaca.html

Kadafi

kadafi


Retirado do Blog Filosofias de Botequim do Padilha

http://filosofiasdebotequimdopadilha.blogspot.com/2011/03/kadafi.html

Kadafi

kadafi


Retirado do Blog Filosofias de Botequim do Padilha

http://filosofiasdebotequimdopadilha.blogspot.com/2011/03/kadafi.html

Kadafi

kadafi

Dependendo da posição, o prazer será maior

Segundo estudos recentes,
parado,  fortalece a coluna;
de cabeça baixa estimula a circulação do  sangue;
de boca para cima é  mais prazeroso;
sozinho, é estimulante, mas egoísta;
em grupo, pode até ser divertido;
no banho é  muito arriscado;
no automóvel, pode ser perigoso...
Com frequência
desenvolve a imaginação;

entre duas pessoas, enriquece o conhecimento;
de joelhos, pode resultar doloroso...
Enfim, sobre a mesa ou no  escritório,
antes de comer ou na sobremesa,
sobre a cama ou na rede,
nus ou vestidos,
sobre
o sofá ou no tapete,
com música ou em silêncio,
entre lençóis ou no closet: Sempre é um ato de amor e de enriquecimento.
Não importa a idade, nem a raça, nem a crença, nem o sexo, nem a posição socioeconômica...

Ler é um prazer!


Retirado do Blog Genialidades & Generalidades

http://padilhaverde.blogspot.com/2011/03/dependendo-da-posicao-o-prazer-sera.html

Dependendo da posição, o prazer será maior

Segundo estudos recentes,
parado,  fortalece a coluna;
de cabeça baixa estimula a circulação do  sangue;
de boca para cima é  mais prazeroso;
sozinho, é estimulante, mas egoísta;
em grupo, pode até ser divertido;
no banho é  muito arriscado;
no automóvel, pode ser perigoso...
Com frequência
desenvolve a imaginação;

entre duas pessoas, enriquece o conhecimento;
de joelhos, pode resultar doloroso...
Enfim, sobre a mesa ou no  escritório,
antes de comer ou na sobremesa,
sobre a cama ou na rede,
nus ou vestidos,
sobre
o sofá ou no tapete,
com música ou em silêncio,
entre lençóis ou no closet: Sempre é um ato de amor e de enriquecimento.
Não importa a idade, nem a raça, nem a crença, nem o sexo, nem a posição socioeconômica...

Ler é um prazer!


Retirado do Blog Genialidades & Generalidades

http://padilhaverde.blogspot.com/2011/03/dependendo-da-posicao-o-prazer-sera.html

Dependendo da posição, o prazer será maior

Segundo estudos recentes,
parado,  fortalece a coluna;
de cabeça baixa estimula a circulação do  sangue;
de boca para cima é  mais prazeroso;
sozinho, é estimulante, mas egoísta;
em grupo, pode até ser divertido;
no banho é  muito arriscado;
no automóvel, pode ser perigoso...
Com frequência
desenvolve a imaginação;

entre duas pessoas, enriquece o conhecimento;
de joelhos, pode resultar doloroso...
Enfim, sobre a mesa ou no  escritório,
antes de comer ou na sobremesa,
sobre a cama ou na rede,
nus ou vestidos,
sobre
o sofá ou no tapete,
com música ou em silêncio,
entre lençóis ou no closet: Sempre é um ato de amor e de enriquecimento.
Não importa a idade, nem a raça, nem a crença, nem o sexo, nem a posição socioeconômica...

Ler é um prazer!


Retirado do Blog Genialidades & Generalidades

http://padilhaverde.blogspot.com/2011/03/dependendo-da-posicao-o-prazer-sera.html

Related Posts with Thumbnails
Pesquisa personalizada